21/09/06

21 de Setembro-São Paulo Burromeu?


Não te entendo.
Mergulho no mar gelado e profundo de Sesimbra
procurando entender-te.
Regresso às folhas da salada da Rita
e tento saborear-te.
Bato no escuro do chão
quero escutar-te!

Regresso à Ladeira inclinada
para te rever.
Subo a avenida esguia,
para te aprender.
Guardo os recados escritos
na costumeira bolsinha preta.
Releio-os para te ouvir.

Não te entendo,
olho e reflicto,
subo e deço,
sorrio espaireço.
Não te entendo,
e no final da noite cansado e inquieto,
procure de novo entender-te.
Não me falas.
Não te entendo!
Espero sentado
Espero sem desepero
Espero com toda a minha inteligência
Espero-te à beira-mar.
Sei que vais voltar
apesar das velhas...
São loucas,são loucas.


Confeitaria Gula Santa

Foi inaugurada hoje a Confeitaria Gula Santa
Eu,o Alfredo e Bia somos os empreendedores da doçuras várias.


VENDEMOS TUDO...!!!!
VENDEMOS OS PASTEIS DE NATA TODOS ....

4 comentários:

Anónimo disse...

Mas que grandes gulosos, parabens,
MJC

Primos do Forinho disse...

Até eu deste lado do Atlântico estou deserto de provar esses apetitosos pastéis de nata!!!
Abraços,
Primos do Forinho

Primos do Forinho disse...

Até eu deste lado do Atlântico estou deserto de provar esses apetitosos pastéis de nata!!!
Abraços,
Primos do Forinho

Anónimo disse...

nos ramos da velha oliveira, pendurado de pernas para baixo, xilreia o sábio pardal... queixa-se ele à amiga oliveira que esta pouca atenção lhe dedica... e como a velha árvore naum lhe responde, o pardal escreve-lhe breves cartas de amor com o bico aguçado... mas o que escreverá ele à amiga oliveira, daqui a mais 16 anos? novas palavras soltas mas sentidas? e a velha árvore que dirá? não lhe dará resposta, como todo o sempre, por que não há muito mais a dizer... no amor, como na vida, não se está: é-se!
um beijo de parabéns, enviado de uma estrada poierenta no meio do sertão baiano...