02/09/08

PARABÉNS CONDESSA DE VEIROS


A MÃE faz anos,
Parabéns mãezinha,espero que possa continuar a viver na Casa do Bento por muitos e longos anos.







É água no mar
É maré cheia
ôMareia ô
Mareia


Contam que toda tristeza que tem na Bahia
Nasceu de uns olhos morenos molhados de mar
Não sei se é conto de areia ou se é fantasia
Que a luz da candeia alumia pra gente contar

Um dia a morena enfeitada de rosas e rendas
Abriu seu sorriso de moça e pediu pra dançar
A noite emprestou as estrelas bordadas de prata
E as água de Amaralina eram gotas de luar

Era um peito só
Cheio de promessa era só
Quem foi que mandou o seu amor se fazer de canoeiro?
O vento que rola das palmas arrasta o veleiro
E leva pro meio das água de Yemanjá
E o mestre valente vagueia olhando pra areia sem poder chegar(Adeus amor)

Adeus meu amor, não me espera
Porque eu já vou-me embora
Pro reino que esconde os tesouros
De minha senhora
Desfia colares de conchas
Pra vida passar
E deixa de olhar pros veleiros
Adeus meu amor, eu não vou mais voltar
Foi Beira-mar
Foi Beira-mar quem chamou
Foi Beira-mar ê
Foi Beira-mar


Nomes Brasucas,
a saga continua:

Newton
Norge
Milene
Milena
Micila
Edilaide
Norberta
Deomar
Evandro
Lucimar
Luzinilda



A S. e a M. foi-se embora sem ver as maravilhas que o cunhado faz em travesseiros de Sintra.Amiga,precisas ver.

1 comentário:

tresdetrinta disse...

As amigas não te dão mais travesseiros enquanto não devolverem o cachorro à zitinha. SB