04/04/06

VIAGEM NO NZAZI parte III

O caminho dos rios é sempre sinuoso.O rio São Francisco não é excepção.Sinuoso mas contínuo e imparável e o barco lá vai andando ao sabor das pequenas ondas próprias de um grande rio.
Amanhece muito cedo.Por volta das 4h30,puxam-se os baldes para o banho e
toma-se o mingau da manhã com água de cozer milho branco.Tudo segue o seu caminho.
O que é o amar?O que liga as pessoas umas às outras?Porque mantemso relçóes estáveis quano a biologioa do homem é contrária a isso?.A questão não para de me atormentar e lá vou desfiando o rosário de inquietações.A paisagem torna-se agora numa campina sem grande vegetação povoada de centenas de pássaros de todos os tamanhos e feitios que comem toda a especie de mosquitos imagináveis.
Estou a regressar para trás na máquina do tempo,talvez à minha meninice.Tudo é simplificado.As conversas,o saber acumulado e transmitido por tradição oral,a razão porque se precede assim ou assado, e ,sobretudo um enormissimo respeito pelas forças da natureza,traduzido no culto às energias - orixás-.
Um pausa para beber chá num boteco encostado ao rio.Descarrega-se farinha de ração,embarca-se palha da costa.
Pallha da costa é um género de rafia que acompanha a vida dos negros pobres desta Bahia.Tem axé e é portanto sagrada.Não se pisa e não se joga no lixo.
Ela acompanhou os escravos de África e é material para fabricar senzalas,
contra-egus,cestos,pegas,e lindos colares com búzios,sinal de riqueza da mitologia dos orixás africanos.
Vem em longas meadas.O patrão ensinou-me a tecer e e mandou-me de imediato começar a fazer fios entrançados de amarrar a alma.Enquanto se entrança os longos cabelos da palha torna-se mais fácil ordenar o pensamento e continuar na descida da gruta.
Porque vivi desta forma nos passados anos, e o que trouxe de positivo à minha existência?O que quero para o futuro?
As lágrimas e a ansiedade agudizam-se.O nó na garganta e no estômago fazem recusar a refeição de peixe vermelho do Rio São Francisco,cozido na água do mesmo.
Nos dois dias seguintes só comi, jaca,e bananas.Caguei uma barrigada de merda,sinal de limpezae de bons augúrios.
A viagem prossegue...




Pallocii

Os inimigos de Lula pagaram ao caseiro de Palloci para mentir sobre a sua honestidade.Pallocii deu ordens ao banco para exibir o extracto bancário do caseiro provando ter sido subornado.Um western brasileiro.
A Ordem dos Aadvogados incensa o caseiro por ter sido mártir da quebra do sigilo bancário...
Emfim,Eça dizia nas Farpas que a elite portuguesa era miserável.Os brasileiros souberam ao longo dos anos refinar ´ainda mais as elites políticas.Um bando de malfeitores,ignorantes e sem uma ideia na cabeça que não seja o poder e a riqueza.Para lá de Bagdad.


Cigaras

As cigarras na Bahia não cantam no Verão.É verdade,faz muito calor.Cantam no Outono e no Inverno morrendo às portas da Primavera.

Gothic

Normalmente os meus amigos dizem que sou barroco e até simpatizo com o Gótico- todos admiramos Alcobaça- mas, ter um filho que se quer vestir de preto,pintar olheiras e evitar tomar banho de mar e sol na Bahia é obra.
Negociações em curso.Quando for a Lisboa vou pedir auxílio e conselhos.

A minha amiga ANA esteve na Baia.Bonita como sempre, sabe agora que é de Iemanjá,a força que mora na água salgada e que bate nas ondas.Vaidosa e impetuosa é refrescante para todos.
Minha amiga vai para 12 anos é isso mesmo UMA AMIGA.

2 comentários:

daisy disse...

Oi amor, tudo bem com você?
Tou um pouco zangada pois não me disse que tinha este blog.....
mas,já passou!! A alegria de beber da sua fonte e de matar saudades supera tudo, meu raio de sol!!!
Agora não se livra de mim....
M U I T O S B E I J O S
Daisy

para lá de bagdade disse...

filhosa quererem ser góticos é mato, mas isso passa, não te preocupes. Faz parte do crescimento!
Os pais é que não sabem o que fazer, mas isso também faz parte do crescimento (deles)
Maria vai com as outras